Dedetizadora | Controle de Baratas

Baratas: Blattaria ou Blattodea é uma ordem de insetos cujos representantes são conhecidos como baratas. É um grupo cosmopolita, sendo que algumas espécies (menos de 1%) são consideradas como sinantrópicas (adaptaram-se a viver junto ao homem, a despeito de sua vontade). As baratas podem ocasionar aos seres humanos, alguns problemas, pois elas atuam como vetores mecânicos de diversos patógenos (bactérias, fungos, protozoários, vermes e vírus). As baratas domésticas são responsáveis pela transmissão de várias doenças, através das patas e fezes pelos locais por onde passam. Por isso são consideradas perigosas para a saúde dos seres humanos.

Em áreas urbanas as espécies de baratas mais comuns são duas: a barata de esgoto (Periplaneta americana) e a francezinha ou alemãzinha (Blatella germanica). São ativas principalmente à noite, quando deixam seus abrigos à procura de alimentos.

Barata-de-esgoto (Periplaneta americana): A Periplaneta americana, conhecida também como barata grande, barata voadora, barata-de-esgoto, é uma das espécies domésticas mais comuns no Brasil.

Ela é classificada:

Reino                        Animalia

Filo                             Arthropoda

Classe                       Insecta

Ordem                       Blattodea

Família                      Blattidae

Gênero                      Periplaneta

Espécie                     Periplaneta americana (Linnaeus)

As baratas americanas podem viver em grandes grupos sobre paredes nuas, desde que não haja perigo ou distúrbios constantes, como predadores naturais ou outros riscos (limpeza, etc.). No entanto, normalmente apresentam um comportamento tímido, vivendo em ambientes mais reclusos e maiores, uma vez que são insetos grandes, que não podem se esconder em qualquer lugar.

Normalmente, a barata americana deposita a ooteca em um lugar seguro (abrigo) próximo de uma fonte de alimento, como rodapés, rachaduras, cantos e frestas, ralos, caixas de gordura, etc.,

Os locais preferidos para os adultos se estabelecerem são os esgotos, as canaletas de cabos, as caixas de inspeção, as galerias de águas pluviais, as tubulações elétricas. Aparecem também em áreas pouco frequentadas por pessoas como os arquivos e depósitos em geral, principalmente onde haja abundância de papelão corrugado, seu esconderijo preferido.

Barata alemã (Blatella germânica): A Blatella germânica também conhecida como barata pequena, barata alemãzinha, barata alemã, francesinha, paulistinha.

São baratas de tamanho pequeno e altamente prolíficas, como ninfa mede cerca de um milímetro.

Ela é classificada:

Reino                         Animalia

Filo                              Arthropoda

Classe                        Insecta

Ordem                        Blattodea

Família                       Blattellidae

Gênero                       Blatella

Espécie                      Blatella germânica (Linnaeus)

Os lugares preferidos para se abrigarem são apertados e geralmente são imperceptíveis aos nossos olhos, como por exemplo, azulejos quebrados, batentes de portas, armários e prateleiras de madeira, vãos e cavidades em geral (conduítes elétricos), motores de equipamentos de cozinha, atrás e debaixo de pias e balcões, etc.

A B. germânica carrega a ooteca até que esteja madura, depositando-a em um lugar abrigado próximo de uma fonte de alimento.

Áreas onde ocorrem a manipulação e armazenagem de alimentos estão sujeitas a infestação pela B. germânica. Assim, embalagens de produtos é um eficiente mecanismo de dispersão da praga, uma vez que elas se alojam facilmente em pequenos espaços em caixas de papelão, sacos plásticos e outros materiais. É desta maneira que a barata alemã, assim como outras, pode se dispersar com facilidade para qualquer lugar do mundo, seja sua vizinhança ou seja em outro país.

Ocorre a concentração de baratas alemãs na cozinha, sanitários e outras áreas onde haja alimento e umidade disponível.

Em nossas residências podemos facilmente criar "habitats" para as baratas, através do acúmulo de jornais e livros, acúmulo de lixo, furos e rachaduras em paredes, azulejos soltos, forros de gesso e madeira, vãos entre a instalação elétrica / hidráulica e as paredes, espaço entre o fundo de armários embutidos e gabinetes em relação a parede. Também em armários e ambientes fechados pouco ventilados, com acúmulo de materiais como em maleiros de guarda-roupas, cabine de quadros de energia e relógio de água, porões, sótãos.

Generalidades: Habitualmente associadas a más condições de higiene, estes insetos podem estar presentes nos mais diversos ambientes, infestando os mais diferentes pontos. A maioria vive em regiões tropicais, porém podem ser encontrados nos mais diversos lugares do mundo (polo norte e polo sul), devido a sua grande capacidade de adaptação, prova deste fato e que alguns fósseis mostram que as baratas existem a mais de 300 milhões de anos. São citadas mais de 3500 espécies de baratas, sendo que somente 1% do total de espécies é descrita como praga urbana.
Além do aspecto repugnante do seu corpo, caracterizam-se como importantes disseminadoras de organismos patogênicos, como: bactérias (salmonelas), vírus e protozoários, responsáveis por doenças como cólera, difteria, diarréia, toxoplasmose, herpes, gastroenterocolites, lepra, pneumonia, intoxicação alimentar, infecções respiratórias entre outras.
Dentro das espécies comumente encontradas em ambientes urbanos, pode-se destacar a Blattella germânica, vulgarmente chamada de francesinhas, paulistinhas, militar etc. Outra espécie amplamente encontrada infestando ambientes urbanos é a Periplaneta americana, mais conhecida com barata de esgoto, barata americana, barata voadora, barata cascuda etc.
Ainda não existe um levantamento científico sobre o número de espécies urbanas encontradas no Brasil, mas a ocorrência de novas espécies vem sido comprovada através de trabalhos de inspeção das empresas controladoras de pragas que citam a Supella longipalpa (Conhecida como barata de faixa marrom, é uma espécie da família Ectobiidae. Esse animal é originário do continente africano mas é considerado uma peste quase cosmopolita) e Blatta orientalis (É uma barata cosmopolita, de hábitos domésticos, quase negra, e que mede entre 18 e 25 milímetoes de comprimento e asas abreviadas. Também é conhecida pelo nome de barata-nua).

Biologia e Hábitos: A vida urbana moderna gera uma série de resíduos (lixo), substrato este para a proliferação das baratas, graças ao seu hábito onívoro. Aliado ao seu alto potencial reprodutivo, ela produz altas infestações em um período curto de tempo e apesar de viverem aglomeradas, as baratas não são consideradas insetos sociais.
A Periplaneta americana prefere abrigos como caixas de esgoto e gordura, galerias subterrâneas, áreas de serviço, porões, sótãos, forros e áreas externas com acúmulo de material orgânico. A Blattella germânica prefere cozinhas, depósitos de alimentos, embalagens, fornos, estufas, motores de geladeiras e freezers, conduítes, bancadas, frestas em alvenaria e armários embutidos.
Dentro das características da praga, pode-se relatar a capacidade de sobrevivência sem se alimentar durante até um mês, sem ingerir água durante até uma semana, ficar até 40 minutos submersa e se deslocar por fendas muito pequenas de até 1,6 mm. A ooteca é uma estrutura que tem a função de proteger os ovos das variações do ambiente, inclusive dos inseticidas, garantindo assim, a reinfestação e perpetuação da espécie.
Possuem aparelho bucal mastigador com fortes mandíbulas e deslocam-se habitualmente durante a noite, preferindo locais com temperatura entre 20 e 34 C. Geralmente cada ooteca contém até 36 ovos, no caso da Blattella germânica. A expectativa de vida é de 3 a 4 anos no caso da Periplaneta americana.

Como controlar BARATAS DE ESGOTO (Periplaneta americana) E ALEMÃZINHA (Blattella germanica)

  • Mantendo alimentos guardados em recipientes fechados.
  • Conservando armários e despensas fechados, sem resíduos de alimentos.
  • Verificando periodicamente, frestas e cantos de armários e paredes.
  • Recolhendo restos de alimentos e qualquer outro tipo de lixo em recipientes adequados.
  • Removendo e não permitir que sejam amontoados: caixas de papelão e lixo em locais não apropriados.
  • Mantendo caixas de gordura e galerias bem vedadas. 
  • Colocando tampas em ralos não sifonados.
  • Colocando borracha de vedação na parte inferior externa das portas.
  • Mantendo bem calafetados as junções de revestimentos de paredes e pisos.
  • Ficando atento com os tetos rebaixados.
  • Limpando periodicamente a parte posterior de quadros ou painéis.
  • Removendo e destruindo ootecas (ovos de baratas).
  • Excluindo a prática de fazer pequenos lanches na mesa de trabalho, protegendo os teclados dos computadores das migalhas de pão, biscoitos, etc.
  • Providenciando a vedação ou selagem de rachaduras, frestas, vasos, fendas, que possam servir de abrigo para as baratas.
  • Praticando limpezas úmidas totais, tantas vezes por dia quanto necessário para manter desengordurados, pisos, coifas, fogões e maquinários.

Controle: A presença do inseto gera nas pessoas a sensação de repugnância, mas deveria despertar o sentimento de preocupação, já que esta é o vetor mecânico de várias doenças. Portanto, a melhor solução para controle da infestação de baratas é a adoção das práticas de manejo integrado de pragas (MIP) por uma empresa especializada.
Com esta intenção a Satoshi Dedetizadora usa mais completa linha de produtos e formulações para o tratamento, garantindo a segurança e eficiência nos mais variados tipos de controle.

Satoshi Dedetizadora, Conceito de Qualidade!

Controlar Baratas? Ligue Satoshi Dedetizadora!

Controle de Baratas Acabar com Baratas Controlar Baratas
Dedetização de Baratas Dedetizadora de Baratas Dedetizar Baratas
Empresa Controladora de Baratas Exterminar Baratas Serviços de Controle de Baratas